Assunção Cristas renuncia ao mandato de deputada mas fica como vereadora em Lisboa

Cristas afirmou que ficará na Assembleia da República apenas até ao congresso do partido, no fim de janeiro.

A líder demissionária do CDS-PP, Assunção Cristas, vai renunciar ao mandato de deputada, mas ficará na Assembleia da República até ao próximo congresso, em 25 e 26 de janeiro de 2020, foi hoje anunciado.

O anúncio foi feito por Assunção Cristas no arranque do conselho nacional do CDS, na sede do partido, em Lisboa, informou o secretário-geral do partido, Pedro Morais Soares.

A líder centrista anunciou também aos conselheiros que vai manter-se como vereadora do partido na Câmara Municipal de Lisboa, para que foi eleita nas autárquicas de 2017.

Mais Notícias