Príncipe George torna-se menino da creche em janeiro

Os Duques de Cambridge optaram por um infantário mais modesto, que lhes custará 45 euros por dia.

A partir do final de janeiro, o Príncipe George, de dois anos, vai deixar de estar ao cuidado da sua ama para começar a frequentar a creche, anunciou o Palácio de Kensington. No entanto, William e Kate quiseram evitar as instituições privadas e tradicionais, em detrimento da modesta escola Westacre Montessori, situada a apenas alguns minutos de carro da sua casa de campo em Norfolk.

"Estamos ansiosos por receber o George na nossa escola, onde ele irá viver as mesmas experiências que todas as nossas crianças", lê-se num comunicado emitido pela creche, aberta há 23 anos.

Esta nova etapa da vida do seu filho custar-lhes-á 7,5 euros por hora, ou 45 euros por dia. Sabe-se ainda que a Westacre Montessori School tem a seu cargo, atualmente, 27 crianças (entre os dois e os cinco anos), o que permite que George não seja demasiado exposto. "[William e Kate] acharam a creche muito acolhedora e os funcionários muito simpáticos. Eles esperam que ele possa ir à escola sem despertar demasiada atenção", revelou uma fonte ao jornal Daily Mail.

Recorde-se que os Duques de Cambridge são também pais de Charlotte, de sete meses.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG