O primeiro dia de escola do príncipe George

Duque de Cambridge levou o filho de quatro anos na manhã do primeiro dia na escola, que vai custar quase 20 mil euros por ano. Kate, grávida, não conseguiu estar presente

George, o filho mais velho dos duques de Cambridge, começou esta quinta-feira as aulas no pré-escolar. Acompanhado pelo pai - a mãe, Kate, não teve condições para os acompanhar devido aos enjoos severos que sofre na fase inicial da terceira gravidez -George chegou à escola de Thomas' Battersea de semblante carregado.

Dezenas de fotógrafos aguardavam à entrada da escola pela família real, horas depois de um porta-voz do Palácio de Kensington ter confirmado a ausência de Kate.

George, de quatro anos, será chamado na escola de George Cambridge, de acordo com o Telegraph, e os pais pagarão 18 mil libras anuais de propina, cerca de 19 600 euros. George chegou vestindo já o uniforme escolar e foi recebido por uma professora, que lhe apertou a mão e o levou para dentro do edifício, sempre ao lado do pai, William.

A decisão de escolher Thomas' Battersea apanhou de surpresa o Reino Unido, que julgava que George iria seguir as pisadas do pai e do tio Henry, frequentando o colégio de Wetherby, seguindo-se Ludgrove e, por fim, Eton. Já os diretores da escola de George garantiram que não iriam mudar o sistema educativo nem dar menos atenção aos restantes alunos, assinalando que se sentiram "muito honrados" com a decisão dos Duques de Cambridge.

Thomas' Battersea foi a escola de Florence Welch, a vocalista dos Florence and the Machine, e da manequim e atriz Cara Delevingne. O currículo dá especial enfoque às artes e desporto e o colégio é frequentado por cerca de 560 alunos, entre os quatro e os 13 anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG