Sofia Lisboa recorda tratamentos contra a leucemia: "É um monstro que está naquela fotografia"

Vocalista dos Silence 4, que lutou contra uma leucemia, conta a sua história em 'Nunca Desistas de Viver', no qual mostra como ficou desfigurada pelos tratamentos.

É em 208 páginas que Sofia Lisboa conta a provação que passou nos últimos três anos, depois de ter sido diagnosticada com leucemia linfoblástica aguda. A vocalista da banda, formada nos anos 90, decidiu partilhar com o país aquele que foi um dos períodos mais difíceis da sua vida, escrevendo Nunca Desistas de Viver como uma "forma de terapia".

"O livro é especialmente dirigido aos que estão a lutar contra esta doença e àqueles que lhes são mais próximos", contou ao DN a também instrutora de Fitness, que optou ainda por incluir no livro uma fotografia sua onde surge irreconhecível, na sequência da medicação utilizada para tratar a doença do enxerto contra hospedeiro, uma complicação característica do transplante alogénico a que foi submetida.

"Sou uma mulher vaidosa, sou mulher. Aquilo para mim é um monstro que está ali naquela fotografia. Tomei a decisão e foi difícil, mas tive de por um bocadinho o meu orgulho de lado porque vi dezenas de pessoas com aquela fisionomia. Quero passar a ideia de que estive assim, não recuperei tudo, óbvio, mas revejo-me muito mais neste corpo agora. Aquela não era eu. Para que as pessoas tenham a certeza de que aquilo é a exceção e não a regra e que vai ser passageiro", revelou ainda.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG