Soderbergh quer embebedar EUA com licor da Bolívia

This &%#! will #&%! you up! [numa tradução literal, "esta merda vai dar cabo de si"] é o slogan que acompanha o cartaz promocional de Singani 63, a marca de aguardente boliviana que se tornou as nova menina dos olhos do realizador Steven Soderbergh.

Soderbergh, 51 anos (o "63" refere-se ao ano de nascimento do realizador) apaixonou-se por aquela que é a bebida nacional da Bolívia em 2007, quando se encontrava em Espanha a rodar Che, filme dividido em duas partes sobre a vida do líder da revolução cubana. Rodrigo Bellott, boliviano e diretor de casting do filme, deu-lhe a experimentar singani... e o resto é história.

"Nunca tinha tomado uma bebida com aquele tipo de efeito", confessou o realizador de filmes como Sexo, Mentiras e Vídeo e Erin Brokovich ao site Co.Create, referindo-se aos efeitos físicos e psicológicos da bebida destilada, feita à base da casta de uvas Muscat de Alexandria, variedade que se crê ter sido das primeiras a serem cultivadas pelo homem, e cujas vinhas apenas e só nos Andes, a uma altitude média de 1600 metros.

(leia mais no epaper do DN).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG