Pedro Bessa quebra o silêncio sobre morte do filho

Um mês depois da morte de André Sousa Bessa, o responsável do centro de produção do Norte da RTP fala pela primeira vez sobre a tragédia pessoal, numa entrevista exclusiva à revista Caras.

"Ainda ontem dei por mim a pegar no telefone e a ligar-lhe... foi uma reação instintiva". "Saudade" é a palavra que Pedro Bessa usa para descrever a perda do filho, André, que morreu na sequência de uma queda numa piscina, no passado dia 29 de junho, em Azeitão.

"Diariamente, há momentos complicados, mas, por outro lado, falar do André, como estamos aqui a fazer, ajuda-me a expurgar esta sensação pesada", explica o responsável da RTP à revista do grupo Impresa.

O pai do único filho de Judite Sousa adianta ainda não estar "interessado em saber grandes detalhes" sobre os contornos do acidente que vitimou André e confessa que mais do que dor, o que sente é saudade e desorientação.

"As pessoas falam da dor, mas as coisas não doem. Não é esse o termo para isto. Acho que saudade é a palavra que melhor descreve o que eu sinto. A saudade, a confusão, a falta...parece que se perdeu o destino, o futuro", afirma Pedro Bessa à revista Caras.

Ontem, na de Igreja de São João de Brito, em Lisboa, foi celebrada uma missa para assinalar os 30 dias desde a morte de André Sousa Bessa. Judite Sousa esteve rodeada de amigos, entre os quais Marcelo Rebelo de Sousa, José Eduardo Moniz e Manuela Moura Guedes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG