Marion Cotillard levantou o dedo do meio a Trump

A atriz Marion Cotillard deixou bem clara a opinião sobre as medidas de Donald Trump, com um sugestivo "emoji" que publicou num comentário a uma publicação do presidente dos EUA

Desde o início do mandato que o novo presidente dos EUA, Donald Trump, tem posto em prática as polémicas promessas feitas durante a campanha eleitoral, nomeadamente no que diz respeito aos muçulmanos, migrantes e refugiados. As medidas têm sido alvo de grande contestação, nomeadamente por parte das celebridades. A mais recente vem da atriz francesa Marion Cotillard.

Donald Trump publicou uma imagem no Instagram do momento em que concretiza mais uma das medidas que já tinha anunciado: "A assinar a autorização para avançar com a construção dos oleodutos Keystone XL e Dakota Access na Casa Branca", pode ler-se na legenda da fotografia.

Os projetos tinham sido suspensos por Barack Obama, por razões ambientais e de defesa do território demarcado dos povos indígenas, pelo que a fotografia deu origem a mais de 13 mil comentários, um deles da intérprete francesa oscarizada pelo filme La Môme, que reagiu com uma série de emojis que mostram mãos de várias cores com o dedo do meio levantado. Uma referência clara à diversidade racial, acompanhada por muita indignação.

Desde a chegada de Donald Trump à Casa Branca - e até durante a campanha presidencial -, muitas foram as celebridades que manifestaram oposição à política do novo presidente. Beyoncé, Katy Perry ou Elton John terão mesmo recusado atuar na cerimónia da tomada de posse de Trump, no passado dia 20 de janeiro.