Mãe de Michael Jackson vai contestar testamento

A audiência judicial sobre a custódia dos três filhos de Michael Jackson, prevista para hoje, voltou a ser adiada por uma semana por  decisão judicial, enquanto a mãe do artista vai interpor uma acção a contestar o testamento.

Katherine Jackson, de 79 anos, tem a custódia temporária dos três filhos de Michael, mas Debbie Rowe, de 50, uma enfermeira que cuidou do artista, que se casou com ele e é mãe biológica dos seus dois filhos mais velhos, pediu que lhe seja confiada a custódia definitiva.

A audiência devia realizar-se hoje no Tribunal Superior do Condado de Los Angeles, mas foi adiada sexta-feira por pelo menos uma semana, foi hoje confirmado oficialmente.

Segundo a cadeia de televisão CNN, as duas mulheres "estiveram a discutir em privado e em termos amistosos" uma resolução do assunto.

Jackson e Rowe conheceram-se quando a mulher trabalhava com enfermeira assistente no consultório em Beverly Hills do dermatologista do artista, Arnold Klein.

Em 1999, o casal separou-se ao abrigo de um acordo pelo qual Rowe cedeu a custódia plena das crianças a Jackson e recebeu 8,5 milhões de dólares.

Em 2001, Rowe renunciou aos seus direitos sobre as crianças a favor de Jackson, mas dois anos mais tarde mudou de ideias e geriu uma custódia temporária.

Um tribunal de recurso abriu a porta a uma possível batalha pela custódia dos dois menores.

Por seu lado, o site TMZ.com indicou que, aparentemente, os advogados de Katherine Jackson pediram na sexta-feira a um juiz que determine se a mãe do cantor pode opor-se à designação dos executores testamentários nomeados no testamento do filho, e se, ao fazê-lo, pode receber o dinheiro que Michael lhe deixou.

O testamento nomeia Katherine Jackson para ficar com a custódia dos três filhos de Michael Jackson e designa como executores testamentários John Branca e John McClain, velhos amigos do artista.


TM.

Lusa

Mais Notícias

Outras Notícias GMG