Lindsay Lohan paga 70 mil euros para sair em liberdade

Uma juíza de Los Angeles revogou a liberdade condicional de Lindsay Lohan, voltando a mandá-la para a prisão, à espera de uma nova audiência. A actriz teve de pagar fiança para sair em liberdade.

A jovem, de 25 anos, foi algemada durante a audiência de quarta-feira e libertada apenas depois de pagar fiança de 100 mil dólares (mais de 72 mil euros).

A nova audiência foi marcada para 2 de Novembro.

A juíza Stephanie Sautner destacou que Lohan faltou nove vezes ao programa de trabalho comunitário num centro social para mulheres, onde devia cumprir a pena pelo roubo de um colar em Maio.

"É uma falta atrás da outra", lamentou a juíza, durante uma audiência que durou 40 minutos. "A liberdade condicional é um prémio. Não é um direito", acrescentou.

Shawn Holley, advogado da actriz, tentou convencer a magistrada de que a actriz "tinha cumprido satisfatoriamente" as suas obrigações e lembrou que esta ainda tem um ano para cumprir as 480 horas de trabalho comunitário a que foi condenada.

No entanto, a juíza destacou que além das nove faltas, Lohan havia permanecido nos centros por apenas uma hora, em vez das quatro exigidas.

A juíza Sautner determinou, ainda, no caso do pagamento de uma fiança, que a actriz cumprisse 16 horas de serviços à comunidade na morgue de Los Angeles antes da audiência, a 2 de Novembro.

No julgamento pelo roubo de um colar, avaliado em 2.500 dólares, Lohan foi condenada a 480 horas de trabalhos comunitários e a 120 dias de prisão. A jovem cumpriu a pena em prisão domiciliária, graças a um acordo com o promotor.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG