Harrison Ford mantém licença de piloto após erro "estúpido"

O ator aterrou na pista errada e acabou por voar por cima de um Boeing 737, com 110 passageiros a bordo, que se preparava para descolar, evitando por pouco a colisão

Harrison Ford conseguiu manter a licença para pilotar aviões, depois de as autoridades federais de aviação terem decidido encerrar a investigação sobre aquilo que o ator definiu como um erro "estúpido".

O caso remonta a meados de fevereiro, quando Harrison Ford quase provocou acidente no aeroporto John Wayne, em Orange County, Califórnia: aterrou na pista errada e acabou por voar por cima de um Boeing 737, com 110 passageiros a bordo, que se preparava para descolar, evitando por pouco a colisão.

Além das imagens do incidente, foi também divulgada a gravação áudio na qual Harrison Ford se identifica perante os controladores de tráfego aéreo como o "estúpido" ou "tolo" (expressão original em inglês foi "schmuck") que aterrou na pista de táxi".

Apesar do disparate, Harrison Ford mantém a licença para pilotar aviões sem qualquer restrição, segundo anunciou o seu advogado. O ator terá beneficiado do facto de ter colaborado com as autoridades durante a investigação e a "longa história de conformidade" com os regulamentos da Administração Federal da Aviação.

Apesar disso, tem um historial com alguns sustos.

Em março de 2015, o ator ficou gravemente ferido quando se despenhou num campo de golfe em Los Angeles, pouco depois de levantar voo com um Ryan PT-22 Recruit, avião que era usado para sessões de treino durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1999, Ford despenhou-se na aterragem durante um voo de treino num helicóptero, mas tanto o ator como o instrutor saíram ilesos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG