Elsa de "Frozen" vai ter namorada?

A campanha #GiveElsaAGirlfriend explodiu no Twitter. Milhares querem ver Elsa como a primeira princesa LGBT

Cedo se percebeu que Frozen - O Reino do Gelo (2013) ia ser um sucesso. Uma história inovadora dentro da Disney, com Elsa, a personagem principal desse filme de animação, a fugir às típicas e estereotipadas princesas que marcaram gerações ao longo de décadas. Elsa é forte, independente e simboliza a força que uma mulher pode ter.

Mas a Disney pode ser ainda mais inovadora com Frozen. Ou pelo menos é isso que se pede nas redes sociais. A campanha #GiveElsaAGirlfriend ("Deem uma namorada à Elsa") explodiu no Twitter, com milhares de pessoas a quererem ver Elsa como a primeira princesa LGBT (sigla para Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros) da Disney na sequela de O Reino do Gelo.

"Deem uma namorada à Elsa porque seria adorável e a Disney precisa de personagens LGBT", pode-se ler numa das internautas que aderiu à campanha. Outra das mensagens pede uma companheira para Elsa "para que a próxima geração de crianças não tenha nenhum preconceito contra os gays".

Let it Go, o grande hit musical do filme interpretado por Idina Menzel, já se tornou uma referência na comunidade gay, mostrando que o franchise Frozen tem muitos fãs entre os LGBT.

No entanto, e apesar da campanha #GiveElsaAGirlfriend, Frozen está longe de ser anti-LGBT. A personagem Kristoff foi dobrada por Jonathan Groff, ator assumidamente gay, e a personagem Oaken aparenta ser homossexual.

Frozen 2 está confirmado pela Disney mas não deverá ser lançado antes de 2018. Kristen Bell, que em março deste ano revelou que não faltaria muito para começarem as gravações, e Idina Menzel voltarão a dobrar as vozes de Anna e Elsa, respetivamente.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG