Ellen DeGeneres quase ficou à porta mas recebeu medalha e emocionou-se

A apresentadora de TV esqueceu-se de um cartão de identificação e teve de esperar autorização para entrar na Casa Branca

Ellen DeGeneres foi uma das 21 personalidades agraciadas ontem, na Casa Branca, pelo presidente norte-americano. Mas a apresentadora de TV destacou-se por várias razões: foi impedida de entrar; chorou ao ser distinguida e, no fim, organizou um desafio do Mannequin Challange com os laureados.

A apresentadora de televisão revelou no Twitter, antes do início da cerimónia, que se esqueceu do cartão de identificação, o que a impediu de entrar na Casa Branca.

Problema resolvido, Ellen teve acesso ao local onde ela e outras personalidades foram distinguidas por Obama. E emocionou-se no momento em que ouviu os elogios imediatamente antes de receber das mãos do presidente a medalha da liberdade.

"Num momento crucial a sua coragem e honestidade ajudaram a mudar a mentalidade de milhões de americanos, acelerando as nossas nações em direção à igualdade e aceitação para todos", dizia o elogio. Aqui a apresentadora começou a emocionar-se e a tentar controlar as lágrimas.

"Uma e outra vez, Ellen DeGeneres mostrou-nos que um único indivíduo pode tornar o mundo um lugar mais divertido, aberto, com mais amor - desde que continuemos a nadar", continuava o ouvir-se, numa referência ao peixe Dory, personagem a que a atriz dá voz nos filmes À Procura de Dory e À Procura de Nemo.

Ellen e Obama trocaram então um olhar e, ao ver como a apresentadora estava emocionada, o presidente norte-americano colocou-lhe um braço ao redor das costas. Logo depois, colocou-lhe a medalha ao pescoço. Os dois trocaram então um abraço e um beijo.

As Medalhas da Liberdade, atribuídas desde 1963 por iniciativa do presidente John F. Kennedy, que viria a ser assassinado nesse ano, constituem a maior distinção que pode ser dada a um civil.

Além de Ellen DeGeneres, Barack bama distinguiu, entre outros, os atores Tom Hanks e Robert de Niro, os cantores Bruce Springsteen e Diana Krall, arquiteto Frank Gehry, o fundador da Microsoft Bill Gates e a mulher Melinda, e os antigos basquetebolistas Kareem Abdul-Jabbar e Michael Jordan.

No final da cerimónia, Ellen DeGeneres promoveu o desafio Mannequin Challange, um vídeo em que ela e muitos dos outros laureados ficaram estáticos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG