CR7, Sara Sampaio ou Neymar: quem domina o póquer?

CR7, Sara Sampaio, Aaron Paul e Neymar foram alguns dos convidados de uma série de jogos de póquer da Poker Stars. Os lucros obtidos com as vitórias serão doados à organização Save The Children.

Concentração, sangue frio e uns pozinhos de sorte acompanhados com uma boa dose de "bluff". São alguns dos segredos para dominar uma partida de póquer. Cristiano Ronaldo, Sara Sampaio e Neymar juntaram-se à Poker Stars e foram a jogo por uma causa solidária.

Habituado a momentos de alta pressão, Ronaldo entrou na sala de jogos improvisada com a confiança no auge. O seu primeiro adversário foi Aaron Paul, estrela da série "Breaking Bad". Apesar de reconhecer que Ronaldo "é o melhor do mundo naquilo que faz", o ator norte-americano entrou "para ganhar no póquer".

O duelo acabou como começou. Com Ronaldo a vencer. O craque português arrecadou 20 mil euros na partida e transportou a sensação de vitória para o próximo desafio, desta feita contra Mireia Lalaguna, a Miss Mundo de 2015.

Entrar com a mão direita no jogo. Assim se pode chamar à sorte de Ronaldo ao receber um par de ases logo no primeiro duelo. "Ter as melhores cartas não quer dizer que se vá ganhar o jogo. O mais importante é como jogamos as cartas", afirmou Ronaldo. À semelhança do que aconteceu na partida anterior, Ronaldo também saiu vencedor do confronto com Lalaguna. No final soltou o seu famoso grito, "Siiiim!".

A mesma sorte não bateu à porta da modelo portuguesa Sara Sampaio, que perdeu contra o jogador de futebol Neymar. Num final emocionante, a estrela do Barcelona viu a vitória chegar à boleia de um oito de copas, depois de ter estado quase a perder contra Sara Sampaio. "O Neymar é a pessoa mais sortuda que eu já vi", rematou a modelo.

A maior sala de póquer "online", Poker Stars, juntou estas e outras estrelas para um conjunto de partidas frente a frente, sob o título The Duel. Os lucros obtidos com as vitórias serão doados à organização não-governamental "Save The Children", que se dedica à proteção dos direitos das crianças desde 1919.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG