Cindy Crawford. A eterna top model que já apanhou milho

Na sua autobiografia revela que trabalhou no campo, fala da morte do irmão e até do casamento falhado com Richard Gere.

Ainda hoje é considerada uma das mulheres mais sensuais do planeta. A cinco meses de celebrar 50 anos de vida, Cindy Crawford decidiu lançar uma autobiografia intitulada Becoming, na qual, através de 150 fotografias, faz uma retrospetiva sobre a sua vida e sobre a sua carreira, com algumas revelações inéditas pelo meio.

"Houve várias pessoas que me pediram para fazer um livro, mas eu não sabia que tipo de livro queria fazer. Há alguns anos, estava a falar sobre o que faria para festejar os meus 50 anos e surgiu a ideia de celebrar a data com fotografias. Queria também contar as lições que aprendi ao longo da minha vida", justificou a ex-top model norte-americana.

Foi aos 17 anos que Cindy Crawford deu os seus primeiros passos no mundo da moda. Mas nem sempre foi desta indústria que tirou o seu sustento. A agora empresária passou vários verões a trabalhar no campo, onde ajudava a família a cuidar de uma plantação de milho. A ex-manequim conta que passava dez horas por dia a limpar maçarocas e a aplicar-lhes fertilizantes.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG