Beckham envolvido em polémica de e-mails pirateados

Football Leaks divulgou e-mails do antigo capitão de Inglaterra que comprometem o alegado empenho de Beckham em ações de solidariedade

Uma série de e-mails enviados por David Beckham, e que foram agora divulgados pelo projeto Football Leaks, estão a levantar dúvidas quanto à motivação do ex-futebolista para realizar trabalho solidário.

Segundo a imprensa internacional, os e-mails (que alegadamente contêm algumas ofensas e palavrões) dão a entender que Beckham promove ações humanitárias apenas para conseguir o título de cavaleiro e ser condecorado pela rainha com a Ordem do Império Britânico.

Na prática, o correio eletrónico revela que o jogador terá recusado doar dinheiro à Unicef e que chegou a enviar à organização uma fatura de oito mil euros após uma viagem ao Cambodja, onde esteve em campanha de sensibilização para as dificuldades dos menores. A Unicef terá recusado fazer qualquer pagamento, já que Beckham tinha viajado em avião privado e pago pelos patrocinadores.

Um porta-voz de Beckham já veio reagir, frisando que os e-mails foram "pirateados" e que a história "baseia-se em material antigo e tirado do contexto", dando uma "ideia errada de forma deliberada" da pessoa que é o marido de Victoria Beckham.

A Unicef, que convidou o ex-futebolista para ser um dos embaixadores da boa vontade em 2005, cargo que Beckham mantém até hoje, já veio tomar uma posição sobre o caso e defendeu o futebolista, dizendo estar "extremamente orgulhosa" do trabalho feito por David, que doa habitualmente "quantias significativas" em ações de solidariedade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG