Testes a casos suspeitos em Portugal deram negativo

Os resultados das análises laboratoriais aos terceiro e quarto casos suspeitos de coronavírus em Portugal deram negativo, informa a Direção-Geral da Saúde.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou esta quarta-feira que o terceiro e quarto caso suspeitos de infeção por novo coronavírus (2019-nCoV) em Portugal, que foram encaminhados na terça-feira para o Hospital Curry Cabral, "foram negativos após realização de análises laboratoriais pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), com duas amostras biológicas negativas".

A DGS validou na terça-feira dois casos suspeitos de coronavírus, referindo-se a dois homens com 40 e 44 anos, residentes na zona da Grande Lisboa, que foram reencaminhados para o Hospital Curry Cabral.

O doente de 44 anos vive na região da Grande Lisboa, apresentava "sintomatologia compatível com o novo coronavírus" e "uma ligação epidemiológica em função percurso dos últimos dias". Foi notificado através da linha de apoio, clarificou a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas.

O outro caso diz respeito a um homem que era contacto do grupo de cidadãos alemães contagiados no decurso de uma formação na Alemanha, ministrada por um funcionário da empresa que viajou da China para o efeito.

O novo coronavírus já fez 490 mortos

Em Portugal, estes são o terceiro e quarto casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus. Na semana passada, um homem italiano de 62 anos colocou as autoridades de saúde em alerta, mas, após ser avaliado no Hospital de São João, no Porto, não foram detetados sinais coincidentes com os do novo coronavírus. Antes, um doente regressado de Wuhan esteve em observação e isolamento no Curry Cabral até as análises terem-se revelado negativas.

O novo coronavírus (2019-nCoV), que surgiu em dezembro passado em Wuhan, capital da província de Hubei, centro da China, já provocou 490 mortos e infetou mais de 24 mil pessoas.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais casos de infeção confirmados em 24 outros países.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na passada quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional, o que pressupõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG