Natal. Emigrantes portugueses já não vão precisar de fazer quarentena no regresso à Suíça

A decisão do governo suíço permite aos emigrantes portugueses regressarem a Portugal para passar o Natal, sem que fiquem obrigados a um confinamento no regresso.

Os emigrantes portugueses na Suíça já podem vir passar o Natal a Portugal sem que no regresso estejam obrigados a ficar em quarentena. Isto porque o governo suíço decidiu tirar o nosso país da lista de risco máximo por causa da pandemia de covid-19.

"A partir de sábado, 19 de Dezembro, as pessoas que entram na Suíça provenientes de Portugal já não têm que fazer quarentena. Agradecemos a sua compreensão durante as duas últimas semanas", pode ler-se no comunicado publicado no site da embaixada da Suíça em Lisboa.

Da lista de risco para as autoridades suíças fazem parte Andorra, Belize, Croácia, Geórgia, Lituânia, Luxemburgo, Montenegro, São Marino, Sérvia, Eslovénia, Suécia e Estados Unidos, cujos viajantes ficam obrigados a quarentena quando entrarem no país.

Esta decisão surge no dia em que a Organização Mundial de Saúde, através do seu diretor para a Europa, Hans Kluge, apelou a que a que as pessoas fiquem em casa durante a quadra natalícia. "Reconhece que, embora separado dos teus entes queridos, não estás sozinho. Reacende o espírito coletivo que existe durante a crise: comunica, conecta-te, apoia-te. Lembra-te que o mais seguro é estar em casa", apelou.

Contudo, esta decisão da Suíça abre a porta a que os emigrantes naquele país possam viajar até Portugal para passar as festas com a família.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG