Subida de 45% em 2019. Tráfico de seres humanos aumentou em Portugal

No ano passado foram sinalizadas 86 vítimas pelo SEF. A maior parte dos casos diz respeito a exploração laboral

O SEF sinalizou 86 vítimas de tráfico de seres humanos em Portugal no ano passado, um aumento de cerca de 45% em relação a 2018, sendo a maior parte dos casos relacionados com exploração laboral, foi anunciado esta terça-feira.

O relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo (RIFA), apresentado na cerimónia comemorativa do 44.º aniversário do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), indica que, na sequência das investigações realizadas em 2019, foram sinalizadas 86 vítimas de tráfico de seres humanos, que foram reportadas ao Observatório do Tráfico de Seres Humanos.

Em relação a 2018, quando se registaram 59 casos, registou-se um aumento de cerca de 45% der vítimas de tráfico de seres humanos.

Segundo o mesmo documento, Portugal, em contraciclo com os restantes países da União Europeia, continua a sinalizar maioritariamente vítimas de exploração laboral oriundos de países terceiros.

Em 2019, foram sinalizadas 64 vítimas de exploração laboral e 11 para fins sexuais.

O relatório especifica que se procedeu à notificação de todas as 86 vítimas de tráfico de pessoas no ato da sua sinalização, relativamente à alteração do seu estatuto legal em Portugal, nomeadamente aos direitos que lhes assistem.

Mais Notícias