Sobe de seis para 14 o número de infetados em surto em hipermercado de Torres Vedras

Casos positivos confirmados passaram de seis para 14. Já foram testados mais de 100 trabalhadores

Os casos de infeção com covid-19 num hipermercado do Grupo Sonae em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, subiram de seis para 14, disse hoje nesta terça-feira à Lusa uma fonte da Saúde Pública da região de Lisboa e Vale do Tejo. Até quinta-feira, tinham sido testados mais de cem trabalhadores.

Sem confirmar ou dar dados do número de infetados e dos funcionários testados, a cadeia de hipermercados Continente confirmou à Lusa que, "por indicação da Autoridade de Saúde local e com o objetivo de prevenção e deteção precoce de casos, todos os colaboradores do Continente Modelo de Torres Vedras e das lojas da galeria comercial, embora assintomáticos", iam ser testados. O hipermercado e lojas encontram-se abertos.

A empresa esclareceu que, "ao abrigo do Plano de Contingência da Sonae MC em qualquer caso de suspeita de covid-19 ou de colaborador confirmado procede-se ao seu distanciamento das instalações e é imediatamente contactada a Autoridade de Saúde". Em paralelo, é feita a limpeza e desinfeção da área.

Entre as medidas preventivas da covid-19, a cadeia de hipermercados verifica a temperatura e eventuais sintomas aos colaboradores, instalou barreiras acrílicas de proteção nas zonas de pagamento e balcão de informação, reforçou a higiene e limpeza dos locais de trabalho, desinfeta os carrinhos de compras todos os dias, disponibiliza gel desinfetante a clientes e funcionários, assim como luvas e máscaras aos colaboradores.

Torres Vedras regista 189 casos de infeção, dos quais 92 estão ativos, 92 recuperados e cinco pessoas morreram.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 610 mil mortos e infetou mais de 14,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.697 pessoas das 48.898 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias