PSP registou perto de 27 mil assaltos a residências e deteve 503 pessoas desde 2017

olícia de Segurança Pública avança que os crimes de furto e roubo a residências têm registado uma tendência decrescente nos centros urbanos desde 2017

A PSP registou perto de 27 mil assaltos a residências e deteve 503 pessoas nos últimos quatros anos, um crime que tem vindo a diminuir, indicou esta quinta-feira aquela força de segurança.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública avança que os crimes de furto e roubo a residências têm registado uma tendência decrescente na área da PSP (centros urbanos) desde 2017.

Os dados da PSP mostram que ocorreram, desde 2017 e até 30 de setembro deste ano, 25 856 furtos a residência, sendo os mais comuns através de arrombamento, escalamento ou chaves falsas.

Em 2017 a PSP registou 7417 furtos a residências, número que teve um ligeiro aumento no ano seguinte, para um total de 7465. Em 2019, os furtos desceram para 6.934 e este ano voltaram a decrescer, tendo ocorrido até setembro 4040.

Os roubos a residências (quando há episódios de violência) totalizam 1046 em quatro anos, tendo passado de 371 em 2017 para 369 no ano seguinte, voltando a registar um pequeno aumento em 2019, num total de 381. Este ano já ocorreram 285.

A PSP deteve 503 pessoas por assaltos a residência desde 2017, ano em que foram detidas 139, passando para 110 em 2018, aumentando para 144 em 2019. Até setembro foram detidas 110.

No comunicado, esta polícia destaca "o forte empenhamento" na vertente de investigação criminal e "o particular esforço que tem sido desenvolvido no combate aos furtos em residências praticados por grupos que integram organizações criminosas altamente organizadas".

Segundo esta força de segurança, estas organizações dedicam-se "à prática reiterada ou sazonal deste crimes em múltiplos países europeus, recetação dos bens apropriados e branqueamento de capitais provenientes destas práticas criminosas".

A PSP dá ainda conta do programa "Verão Seguro - Chave Direta" promovido anualmente pelo Ministério da Administração Interna e que consiste numa estratégia de prevenção e numa forma a promover uma vigilância mais direcionada.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG