Primeiro caso confirmado no concelho de Viana do Castelo

Professor com cerca de 60 anos deu positivo para coronavírus. Em todo o distrito já havia no sábado quatro casos, segundo as autoridades de saúde.

Um professor com cerca de 60 anos, na escola básica e secundária de Barroselas, em Viana do Castelo, é o primeiro caso confirmado de infeção pelo novo coronavírus no concelho, disse este domingo à Lusa a diretora do agrupamento escolar.

Contactada pela agência Lusa, Teresa Almeida explicou que a confirmação do caso foi feita este domingo pelas autoridades de saúde, sendo que "professores e alunos" do estabelecimento de ensino que estiveram em contacto com o docente já foram contactados para tomarem as medidas preventivas.

A diretora do agrupamento adiantou que a situação clínica do professor "está a correr bem".

No sábado, as autoridades de saúde confirmaram quatro casos no distrito de Viana do Castelo. Um homem de 64 anos, emigrante em França que regressou recentemente a Monção, concelho de onde é natural. Um casal e uma filha de Arcos de Valdevez também viram, no sábado, confirmada a infeção pelo novo coronavírus.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Monção, António Barbosa, adiantou que "seis elementos da corporação dos bombeiros voluntários, que contactaram e transportaram o homem à urgência do hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, estão em quarentena".

O número de casos confirmados em Portugal de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença covid-19, subiu hoje para 245, mais 76 do que os contabilizados no sábado, e os casos suspeitos são agora 2.271.

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), dos 2.271 casos suspeitos, 281 aguardam resultado laboratorial.

Há ainda 4.592 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, menos do que no sábado (5.011).

O boletim de hoje indica que há 14 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais três do que nos últimos dias.

Dos 245 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, 139 estão internados, nove dos quais em unidades de cuidados intensivos. Há dois casos de doentes já recuperados.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG