Praia fluvial em Vila de Rei evacuada por causa do fumo de incêndio

A praia fluvial do Bostelim, em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, foi esta tarde evacuada por precaução, na sequência de um incêndio que atinge a região desde as 14.50, adiantou fonte da autarquia local.

A necessidade de ter espaço operacional e a existência de fumo na zona levou à decisão de evacuação da praia fluvial.

O vice-presidente do Município de Vila de Rei, Paulo César, explicou à agência Lusa que o facto de várias autocaravanas utilizarem aquele local, poderia criar uma situação de pânico numa eventual necessidade de operações mais intensivas no local.

Além disso, adiantou o autarca, o fumo também contribuiu para a evacuação daquele espaço de lazer.

A estrada nacional 2 (EN2), entre Vila de Rei e Sertã, nas proximidades da Cumeada, está cortada ao trânsito devido ao incêndio.

"Não se passa mesmo. Até há meios operacionais que não conseguem passar", disse, o autaurca.

Paulo César adiantou também que três aldeias estão próximas das chamas e em "perigo", nomeadamente Monte Novo, Fouto e Relva do Boi.

Às 18.00, de acordo com a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, há quatro incêndios nos concelhos de Vila de Rei e Sertã.

Na Sertã, há três incêndios que mobilizam mais de 250 bombeiros, 13 meios aéreos e 60 viaturas.

Em Vila de Rei, o incêndio mobilizava, às 18.00, 157 bombeiros, 48 viaturas e quatro meios aéreos.

O incêndio de Vila de Rei, de acordo com Paulo César, tem duas frentes ativas, uma delas a progredir em direção a um dos incêndios da Sertã.

Segundo o autarca de Vila de Rei o incêndio lavra numa zona de eucalipto e pinho, de regeneração natural, numa altura em que a região está a ser atingida por ventos fortes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG