Mais 86 mortes em Portugal. Lisboa e Vale do Tejo pior do que o Norte

Portugal com mais 3134 casos em 24 horas. Pela primeira vez desde 5 de novembro há mais óbitos na região de Lisboa e Vale do Tejo (37) do que no Norte (32). Boletim da DGS indica ainda que há menos 28 pessoas internadas, mas mais cinco nos cuidados intensivos.

Há mais 3134 casos e mais 86 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal, segundo os dados do relatório de situação da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira (10 de dezembro).

Desde o início da pandemia, já foram registados 335 207 casos em Portugal e 5278 mortes por covid-19.

Apesar de o maior número de novos casos continuar a ser registado na região Norte, é na região de Lisboa e Vale do Tejo que há esta quinta-feira mais mortes. Isso não acontecia desde 5 de novembro. No Norte são mais 1371 casos e 32 mortes, enquanto em Lisboa e Vale do Tejo há mais 964 casos e 37 mortes.

No Centro há mais 444 casos e 14 mortes, no Alentejo são mais 267 casos e duas mortes e no Algarve são mais 63 casos e uma morte. Nos Açores há mais 19 casos e na Madeira são mais seis.

No boletim desta quinta-feira, há menos 28 pessoas internadas, para um total de 3304, mas mais cinco em unidades de cuidados intensivos (são 509 no total).

Há ainda mais 4848 recuperados (são já 259 548 desde o início da pandemia). Em todo o país há assim 70 381 casos ativos (menos 1800 do que na véspera) e as autoridades mantêm 75 633 contactos em vigilância (menos 772).

Dos 86 mortos registados esta quinta-feira, 63 eram doentes com mais de 80 anos. Há ainda mais 17 na faixa etária dos 70 aos 79, mais quatro com idades entre os 60 e os 69 anos e mais dois entre os 50 e os 59 anos.

Portugal quer vacinar 50 mil por dia

O coordenador do Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19 disse na quarta-feira que, em princípio, as primeiras vacinas começarão a ser administradas à população de risco no início de janeiro, um ou dois dias após chegarem a Portugal.

Ao programa "Grande Entrevista", da RTP, Francisco Ramos afirmou que o objetivo é vacinar 50 mil pessoas por dia nos centros de saúde sem pôr em causa o funcionamento destas unidades de saúde.

Francisco Ramos mostrou-se convicto de que a 29 de dezembro a União Europeia dará parecer positivo para a distribuição de vacinas aos países-membros, admitindo que a "grande dúvida é a quantidade" de vacinas que irão chegar a Portugal, havendo a previsão do acesso nacional a 1,5 milhões de vacinas da farmacêutica Pfizer no primeiro trimestre de 2021.

Leia mais aqui

Bill Gates doa 250 milhões de dólares

A Fundação Bill e Melinda Gates anunciou, esta quinta-feira, a doação de 250 milhões de dólares (cerca de 206 milhões de euros) como um financiamento adicional para a campanha global de combate à pandemia do novo coronavírus.

Parte dos fundos será canalizada para a distribuição de doses vitais de vacinas contra a covid-19 em zonas da África Subsaariana e Sul da Ásia.

"Temos novos medicamentos e mais potenciais vacinas do que poderíamos esperar no início do ano", disse Bill Gates em comunicado. "Mas estas inovações só vão salvar vidas se forem distribuídas no mundo", referiu o fundador da Microsoft que, desde 2010, tem vindo a afirmar que o mundo não estava preparado para uma nova pandemia.

Siga aqui a informação sobre a covid-19 em Portugal e no mundo

Mais Notícias

Outras Notícias GMG