No dia de Natal morreram 78 pessoas e foram detetados 1214 novos casos de covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 1214 casos de infeção pelo coronavírus, o número mais baixo desde 13 de outubro.

Portugal registou 1214 novos casos de infeção por covid-19 e 78 mortes nas últimas 24 horas. É o número mais baixo de novos contágios desde 13 de outubro (dia em que se registaram 1208 novos casos). De acordo com o boletim da Direção-geral de Saúde na sexta-feira recuperaram da doença 1545 pessoas.

O número de casos ativos no país é agora de 69 769, menos 409 que no dia anterior.

Mas os números do dia de Natal mostram um acréscimo no número de internados, que são agora 2790 (mais 36). Também o número de doentes em cuidados intensivos aumentou nas últimas 24 horas - há agora 513 pessoas em UCI, mais nove que no dia anterior.

Em termos geográficos, o norte foi a zona do país que registou um maior aumento de novos casos (451), mas seguido de muito perto por Lisboa e Vale do Tejo, que regista 438 novos casos. Já o número de óbitos foi superior na área envolvente de Lisboa (32), ligeiramente mais baixo (30) na região norte. Oito mortes foram registadas na região Centro, sete no Alentejo e uma no Algarve.

Desde o início da pandemia, Portugal conta 6556 mortes por covid-19.

Primeiras vacinas chegaram a Portugal

Dados do dia em que chegou a Portugal o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech. São 9750 doses destinadas aos profissionais de saúde dos centros hospitalares universitários do Porto, São João, Coimbra, Lisboa Norte e Lisboa Central, que começam a ser administradas amanhã.

O início da vacinação neste domingo - 27 de dezembro - será uma iniciativa comum aos estados-membros da União Europeia e ocorre na mesma semana em que a Agência Europeia do Medicamento (EMA) considerou segura a vacina da Pfizer-BioNTech, para a qual concedeu uma autorização "para uso de emergência", num processo que avançou a uma velocidade inédita.

Na segunda-feira deverão chegar mais 70 200 doses, elevando o total disponível para administração até ao final do ano para 79 950 vacinas.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) enviou este sábado, através do sistema de alerta, uma mensagem a dizer que a "vacinação começa amanhã". "Vacina facultativa mas recomendada e gratuita. Aguarde contacto do SNS", acrescenta o SMS.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG