Mulher morre intoxicada, marido e neta hospitalizados

A causa da morte será sido a inalação de monóxido de carbono libertado por um fogareiro que estava na cozinha

Uma mulher, de cerca de 70 anos, morreu este domingo no concelho de Ovar na sequência de uma intoxicação por monóxido de carbono, que também deixou em estado grave o seu marido e uma neta de oito anos, disse fonte dos bombeiros.

Em declarações à agência Lusa, o segundo comandante dos Bombeiros de Esmoriz, Óscar Alves, disse que a corporação recebeu uma alerta às 08:50 para o caso de uma septuagenária de Gondezende, Esmoriz, Ovar, que estaria a entrar em paragem cardiorrespiratória.

Mas quando os bombeiros chegaram ao local constataram que já teria morrido há algumas horas devido a intoxicação por monóxido de carbono, na cozinha da residência, provocada por um fogareiro.

Os operacionais verificaram ainda que o marido e a neta também apresentavam sinais de intoxicação, pelo que foram conduzidos a unidades hospitalares.

A criança foi transportada para a unidade de pediatria do Hospital São João, no Porto, e o homem foi conduzido ao Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG