Morreu bombeiro que tinha ficado ferido com gravidade em Castro Verde

Carlos Carvalho fora transportado de helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O bombeiro Carlos Carvalho de 40 anos, de Cuba (Beja), que ficou ferido no incêndio em Castro Verde, morreu esta quinta-feira no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse à agência Lusa o comandante da corporação.

Carlos Carvalho sofreu ferimentos graves no incêndio que ocorreu no dia 13 deste mês no concelho de Castro Verde, distrito de Beja, referiu o comandante dos Bombeiros Voluntários de Cuba, José Galinha.

O bombeiro foi transportado de helicóptero, no mesmo dia, com queimaduras graves, para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde hoje morreu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG