Marcelo recebido em festa no Natal dos Hospitais. "Somos os melhores do mundo"

É dia de aniversário do Presidente da República, que foi recebido em festa esta quinta-feira, em Alcoitão, no Natal dos Hospitais. Faz 75 anos que o Diário de Notícias criou esta celebração nos hospitais do país e Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de lembrar a cultura de solidariedade em Portugal. "Somos os melhores do mundo", diz, "mas dos piores da Europa em voluntariado organizado".

Como habitual, o Presidente da República chegou a distribuir beijos e abraços. Correu as filas até ao seu lugar respondendo a todas as mãos estendidas. O Natal dos Hospitais já não passa fora da agenda de Marcelo Rebelo de Sousa, que volta a celebrar o evento no dia do seu aniversário - faz esta quinta-feira 71 anos. Desta vez, como tem sido nos últimos anos, no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão, em Alcabideche. "É para mim uma honra e prazer estar aqui. Faz parte da minha vida", disse em palco.

É Natal, época tipicamente solidária. E, no que toca a solidariedade, o Presidente da República não hesita em dizer: "somos os melhores do mundo". "Os portugueses são muito solidários. Temos pais, avós, vizinhos que cuidam em casa daqueles que precisam. Quando há tragédias, mobilizam-se para ajudar", disse.

Mas há um problema, acrescentou: "quando se trata de voluntariado organizado, nas grandes metrópoles, somos os piores da Europa". "Voluntariado informal é uma coisa. Se me chamam para ir ter com alguém que precise, eu vou. Mas voluntariado informal é mais do que isso: é ter uma equipa organizada, é ter pessoas que trabalham e doam parte do seu tempo." É apenas "um problema de organização". Porque, "na verdade, somos os melhores do mundo", frisou.

"As escolas deviam ter um espaço de responsabilidade social que valesse para a classificação dos alunos, com tempo dado às instituições sociais [como já acontece em determinados países]"

A solução pode passar por dar autonomia às escolas e empresas para que fomentem a responsabilidade social no currículo. No entender de Marcelo Rebelo de Sousa, "as escolas deviam ter um espaço de responsabilidade social que valesse para a classificação dos alunos, com tempo dado às instituições sociais [como já acontece em determinados países]". Este "é o passo que temos de dar" e "um desejo [para 2020]".

A propósito do seu aniversário, questionado por Catarina Furtado (que apresenta a emissão televisiva do Natal dos Hospitais com José Carlos Malato) sobre os segredos para chegar aos 71 anos com "tanta vivacidade", o Presidente da República nomeou três dos mais importantes. Em primeiro lugar, "gostar muito daquilo que faço". Depois, "nadar no mar todo o ano". E, por último, "ter tempo para meditação e reflexão". "Faz com que eu pareça mais novo do que sou, mas sou velhíssimo", brincou.

A 75.ª edição do Natal dos Hospitais decorre esta quinta-feira, no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão, mas também no Hospital de São João, no Porto, numa emissão intercalada.

Mais Notícias