Mais 399 casos de covid e duas mortes em Portugal nas últimas 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde de hoje revela que o total de casos no país é agora de 56 673, com 1809 mortes registadas.

Morreram mais duas pessoas e foram confirmados mais 399 casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas. É um número de novas infeções superior ao verificado na quarta-feira (362), com uma subida de 37 casos, e é o maior contabilizado desde 10 de julho (402). Os dois óbitos foram registados na região de Lisboa.

O total de casos no país é agora de 56 673, com 1809 mortes contabilizadas desde março. Nos casos, houve 31 209 mulheres e 25 464 homens infetados. Nas mortes, há mais vítimas masculinas, 912, do que femininas, 897.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira, 27 de agosto, há 317 pessoas internadas em hospitais (mais seis), com 35 (menos três) nos cuidados intensivos.

O número de recuperados aumentou, com mais 173 pessoas livres do vírus. No total, já recuperaram 41 357 pessoas.

Segundo os dados da DGS, há mais 224 casos ativos no país, num total de 13 507.

As regiões de Lisboa e Vale do Tejo e o Norte são as que registam mais novos casos. Dos 399, 182 são na área de Lisboa e 161 na zona Norte. No Centro há mais 26 infeções, no Alentejo 8, no Algarve também 8, Madeira 7 e Açores 3.

Mais de 23,4 milhões de infetados no mundo

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 809 mil mortos e infetou mais de 23,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em vários países começam a surgir surtos preocupantes. Na Ásia, as infeções têm subido. A Coreia do Sul registou 441 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciaram as autoridades, o pior balanço diário desde 7 de março, quando o país contabilizou 483 infeções. Também a Índia contabilizou 75 760 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde indiano, um valor que representa um novo recorde diário no país.

Em África, nas últimas 24 horas, foram registadas mais 9094 pessoas infetadas, de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), que reúne os dados mais recentes dos relatórios oficiais dos 55 países membros da organização. O número de mortes por covid-19 em África é de 28 596, num universo de 1 212 012 infetados no continente, cujas regiões Austral e do Norte são as mais afetadas, segundo dados oficiais.

Na Europa, vários países como França, Itália e Alemanha têm assistido a um novo crescimento do número de infeções. Mas o caso mais alarmante é Espanha, com um número de casos por milhão de habitantes muito alto, sendo o pior país europeu. Regista 419 849 infetados desde o início da pandemia e quase 29 mil mortes.

Paris com uso obrigatório de máscara

Em França, o uso de máscara vai passar a ser obrigatório em toda a cidade de Paris e em todas as universidades francesas para conter a pandemia de covid-19, que "está a aumentar novamente em França", anunciou nesta quinta-feira o primeiro-ministro, Jean Castex. Algumas cidades como Toulouse ou Marselha já tinham alargado o uso de máscara ao exterior.

Na América do Sul, a covid-19 continua a fazer vítimas. O Peru tornou-se o país com a maior mortalidade do mundo por covid-19, depois de a Bélgica ter corrigido o número de mortes ao subtrair 121 óbitos ao balanço pandémico. No país sul-americano, o surto está longe de ser controlado, com centenas de mortes diariamente naquele que é já o sexto país do mundo com mais casos confirmados, acumulando mais de 607 mil infetados.

Mais Notícias