Bombeiro de 21 anos morre em acidente durante incêndio em Oleiros

Um bombeiro de Proença-a-Nova, de 21 anos, morreu este sábado, vítima de um acidente de viação. Outros três membros da mesma corporação ficaram feridos.

Diogo Dias, 21 anos, do Corpo de Bombeiros de Proença-a-Nova morreu este sábado, vítima de um acidente de viação durante o combate ao incêndio que deflagrou em Oleiros.

"Neste momento difícil, envio os meus sentidos pêsames à família, amigos e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova", disse o ministro da Administração Interna num comunicado enviado às redações. "Manifesto ainda os meus votos de plena recuperação aos quatro bombeiros que ficaram feridos neste mesmo acidente", acrescenta.

No local, em Perna do Galego, concelho da Sertã, encontravam-se equipas de busca e salvamento para encontrar o bombeiro desaparecido, segundo informou, cerca das 23:00 à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco.

O presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, explica que os cinco bombeiros se encontravam no combate às chamas e a viatura em que seguiam, quando se deslocavam de um ponto para o outro, capotou.

"Durante uma manobra rebentou um pneu, que criou instabilidade no veículo e capotou", referiu João Lobo, à agência Lusa.

Carlos Pereira, comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, adiantou à agência Lusa que o ferido ligeiro foi encaminhado para o hospital de Castelo Branco, e que está no local uma equipa do INEM a prestar assistência ao ferido em estado grave, para posteriormente ser transportado.

Durante a tarde, segundo o responsável da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, registou-se um outro acidente com uma viatura dos Bombeiros Voluntários de Castelo Branco, que ardeu, em Oleiros, sem qualquer ferido a registar.

O presidente da Câmara Municipal de Oleiros, Fernando Jorge, tinha antes adiantado à Lusa tratar-se de um acidente "perto de Roda", no concelho, de que teriam resultado ferimentos em cinco bombeiros, o que acabou por não se confirmar.

O incêndio deflagrou no concelho às 15:31, em Sardeiras de Baixo, Oleiros, e alastrou aos concelhos vizinhos.

Depois de os sete meios aéreos se terem retirado, com o anoitecer, permanecem no combate às chamas 429 operacionais de corporações de vários distritos, apoiados por 136 viaturas.

"Uma noite terrível" em Oleiros

Depois de Fojo, no concelho de Proença-a-Nova, distrito de Castelo Branco, ter sido evacuado, segundo Fernando Jorge, o autarca sublinha que as povoações de Moutinhosa e Roda "estão em risco".

"Está muito problemático. O incêndio está com várias frentes, o terreno é muito acidentado, faz muito vento e agora, com a saída dos meios aéreos, fica ainda mais complicado. Vai ser uma noite terrível", antevê o autarca de Oleiros, em declarações à agência Lusa.

O incêndio começou numa zona de pinhal, em Sardeiras de Baixo,Oleiros, alastrou a concelhos vizinhos e lavra com grande intensidade.

Segundo Fernando Jorge, o incêndio "está com uma frente muito grande" e encontra-se a arder uma área que foi atingida pelo fogo de 2003, que entretanto "cresceu desordenadamente e estava já um pinhal denso e forte".

O presidente da Câmara Municipal de Oleiros mostra-se preocupado com os "prejuízos muito grandes" numa mancha de pinheiro bravo, mas sobretudo com a população e as habitações.

Nove fogos mobilizam 750 bombeiros e 246 viaturas

Um total de nove incêndios florestais estão esta noite em curso no país, mobilizando um total de 754 operacionais e 246 viaturas, segundo o "site" da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O distrito com mais meios envolvidos no combate às chamas é o de Castelo Branco, onde lavra o incêndio florestal no concelho de Oleiros.

No distrito de Bragança, 155 operacionais e 53 viaturas combatem as chamas num incêndio em mato no concelho de Vinhais, uma ocorrência que começou às 14:10 e que está ainda em curso.

Também no concelho de Vila Flor estão ainda 172 operacionais e 56 viaturas num incêndio que começou às 14:51 e que está em resolução.

Em Viana do Castelo mantém-se um incêndio ativo na freguesia de Facha, no concelho de Ponte de Lima, com 160 bombeiros e 54 viaturas.

Também no distrito de Viana do Castelo está ainda em curso um incêndio na freguesia Fornelos e Queijada com 65 operacionais e 22 viaturas.

O incêndio na freguesia de Gondufe, com 70 operacionais e 5 viaturas, já está em resolução.

A ANEPC registava cerca das 23:00 um total 40 incêndios que mobilizam 1.401 operacionais e 421 viaturas.

Dos 40 fogos, nove estão em curso, cinco em resolução e 26 em conclusão.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG