Incêndio de grandes dimensões em Bragança obriga a corte de estrada

Mais de 130 operacionais estão a combater um incêndio florestal na zona de Carrazedo, em Bragança, com o vento a dificultar as operações no terreno

O alerta foi dado às 12:39 e o fogo chegou a ter três frentes ativas, continuando o número de operacionais e meios sempre a aumentar porque "a situação no terreno não é fácil", disse o comandante distrital de operações de socorro, Noel Afonso, à agência Lusa.

"Há muito vento no local, o que dificulta as operações", afirmou. As chamas estão a consumir, segundo ainda Noel Afonso, "pinho, carvalho e mato" e, por volta das 18:30, estavam a ser combatidas por 132 operacionais e 40 meios, entre os quais três máquinas de rastro para abrir acessos, e um meio aéreo. A essa hora, o site da Proteção Civil já só indicava uma frente ativa.

O incêndio, em zona de mato e floresta, não está a colocar em risco populações, mas obrigou ao corte da estrada nacional 316, na zona do Zóio, confirmou à Lusa o comando distrital de Bragança da GNR. Segundo a fonte, esta estrada, embora nacional, tem pouco movimento, pelo que não foi indicada uma alternativa ao trânsito.

A nacional 316 liga os concelhos de Vinhais e Macedo de Cavaleiros e passa por algumas aldeias de Bragança, na chamada zona da serra (Nogueira).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG