FNAC encerra lojas temporariamente

A FNAC irá garantir serviços mínimos, para "dar respostas a situações excecionais", através de acessos restritos a algumas lojas, que passam a funcionar com um horário reduzido.

A FNAC vai encerrar as suas lojas temporariamente a partir da meia-noite desta quarta-feira, como medida de prevenção do novo coronavírus, informou o grupo em comunicado.

O grupo irá garantir serviços mínimos, para "dar respostas a situações excecionais", através de acessos restritos às lojas de Centro Colombo, Almada Fórum, CascaisShopping, NorteShopping, GaiaShopping, Fórum Coimbra e Fórum Algarve, que passam a funcionar com horário reduzido (das 11:00 às 20:00).

os serviços de bilheteira, fotografia, cartão FNAC e cafés FNAC ficam em todas as lojas encerrados, mesmo naquelas com serviços mínimos, segundo a informação à imprensa.

A FNAC indicou que mantém os seus produtos e serviços no 'site' e que haverá um reforço dos processos logísticos de entrega e normas de higiene.

A empresa alargou ainda para 45 dias o prazo de trocas e devoluções para compras efetuadas a partir de 1 de março.

"Todas lojas físicas FNAC retomarão o seu normal funcionamento assim que voltarem a estar reunidas todas as condições de segurança e saúde para receber colaboradores, clientes, parceiros, autores e artistas", concluiu a empresa no comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

A FNAC vai continuar a acompanhar de perto toda a situação e a agir sempre em conformidade com as recomendações dos governantes e entidades de saúde.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG