Ex-presidente da Junta da Extremadura no quadro de honra da Academia de História de Portugal

Rodríguez Ibarra, ex-presidente da Junta de Extremadura. vai ser distinguido com o grau académico de honra da Academia de História de Portugal, numa cerimónia a realizar esta quarta-feira.

A atribuição do grau de académico de honra decorre esta quarta-feira a partir das 15:00 na sede da Academia de História de Portugal, em Lisboa. Rodríguez Ibarra pronunciará uma conferência com o título "Tão perto e tão diferentes".

Na mesma celebração, Manuela Mendonça, presidente da Academia Portuguesa de História, será condecorado pela embaixadora espanhola em Portugal, Marta Betanzos, com a Ordem Civil de Alfonso X, o Sábio que outorga o Ministério de Educação e Formação Profissional de Espanha..

Rodríguez Ibarra nasceu em 1948 em Mérida, é professor universitário, membro do PSOE e foi presidente da Junta de Extremadura durante 24 anos, entre 1983 e 2007. Quando deixou o cargo, voltou à Faculdade de Educação da Universidade da Extremadura, para o Departamento de Filologia Hispânica e Linguística Geral. Atualmente, pertence ao Conselho de Estado.

Manuela Mendonça, doutorada em História Moderna e Contemporânea pela Universidade de Lisboa, onde é catedrática. Foi Directora Geral Adjunta do Arquivo Nacional da Torre do Tombo e é, desde 2005, presidente da Academia Portuguesa de História.

A APH foi fundada em 1720 por João V e restaurada em 1936. Até dezembro último contava com 447 académicos, dos quais, 93 de mérito, 79 honorários, 30 portugueses de número e 11 académicos de número brasileiros, para além de quatro "académicos beneméritos" e 230 "académicos correspondentes". Com a entrada em janeiro de 12 novos académicos, passa a contabilizar 459 membros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG