DGS confirma três casos positivos na sua sede

Dez trabalhadores colocados em isolamento profilático. Graça Freitas com sintomas ligeiros

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou esta quarta-feira que foram confirmados três casos positivos de COVID-19 na sua sede e que foram colocados dez trabalhadores em isolamento profilático.

Refira-se que esta quarta-feira foi anunciado que a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, testou positivo, estando com sintomas ligeiros.

Segundo uma nota enviada às redações, a DGS adianta que "estes resultados surgem no âmbito da investigação epidemiológica, que está em curso, em articulação com a Autoridade de Saúde, tal como estipulam as normas vigentes, apenas se aplicando teste quando for considerado relevante".

A entidade "garante que a sua operacionalidade será mantida neste período crítico da pandemia por COVID-19, através dos seus Subdiretores-Gerais, dos seus dirigentes e trabalhadores", numa fase em que "grande parte da equipa encontrava-se em teletrabalho, aspeto que permite garantir a substituição dos trabalhadores que ficarão em isolamento ou isolamento profilático".

A lista de contactos de Graça Freitas inclui a ministra da Saúde, Marta Temido, o secretário de estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, que já foram testados, assim como familiares e motoristas.

O Ministério da Saúde comunicou, entretanto, que a Ministra da Saúde, Marta Temido, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, e o Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, testaram negativo para a infeção por SARS-CoV-2.

De acordo com a norma da Direção-Geral da Saúde, o rastreio de contactos consiste em três passos: Identificação de todos os contactos que estiveram potencialmente expostas a gotículas respiratórias ou secreções de um caso de COVID-19; avaliação dos contactos com estratificação de risco, através da investigação e comunicação com os contactos identificados; implementação de medidas, incluindo o isolamento profilático e a vigilância (seguimento e a monitorização regular dos contactos relativamente à sua sintomatologia).

Portugal contabiliza pelo menos 4645 mortos associados à covid-19 em 303 846 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG