Aviso laranja: vem aí chuva intensa e vento forte nas próximas horas

Seis distritos de Portugal continental vão estar, a partir das 21:00 deste domingo, sob aviso laranja devido à previsão de chuva, vento e agitação marítima fortes, revelou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viseu, Porto, Guarda, Castelo Branco, Aveiro e Coimbra estão sob aviso laranja entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de terça-feira devido à previsão de ondas com cinco a seis metros de altura, que podem chegar aos nove ou 10 metros, com rajadas até 85 km/h, em especial no litoral.

O IPMA colocou também sob aviso amarelo os distritos de Lisboa, Vila Real, Viana do Castelo, Braga e Leiria devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de quatro e cinco metros até às 03:00 de terça-feira.

Também a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil emitiu um aviso à população dos distritos de Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Porto Viana do Castelo e Viseu, devido ao agravamento das condições meteorológica nas próximas 48 horas.

A ANEPC reforçou a informação já divulgada pelo IPMA indicando que estão previstos períodos de chuva temporariamente intensa a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela , tornando-se forte e persistente a partir do final da tarde.

Haverá também condições favoráveis à ocorrência de trovoadas e rajadas fortes, com possibilidade de queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela durante a madrugada.

Nos distritos referidos há ainda possibilidade de vento moderado a forte (30 a 45 km/h) a partir do final tarde, por vezes com rajadas até 85 km/h, em especial na região Centro.

Nas terras altas o vento será moderado a forte (30 a 50 km/h) de sudoeste, com rajadas até 80 km/h, tornando-se forte a muito forte (45 a 65 km/h) na região Centro a partir do final da tarde, com rajadas até 120 km/h.

A ANEPC destaca também a possibilidade de ocorrência de fenómenos extremos de vento, em particular no litoral, um aumento da agitação marítima na costa ocidental a norte do cabo Raso, com ondulação acima de quatro metros de altura.

Há ainda a probabilidade de ocorrerem inundações em locais historicamente vulneráveis.

Mais Notícias