23 dias depois, Açores voltam a registar um caso positivo: um homem que viajou num voo militar

Os Açores voltaram a registar, 23 dias depois, um caso da covid-19, na ilha Terceira, tratando-se de um homem de 28 anos, oriundo do continente, que viajou em avião militar, informou a Autoridade de Saúde Regional.

De acordo com o comunicado da Autoridade de Saúde, no voo militar viajavam nove pessoas, uma das quais desembarcou em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, e "aguarda diagnóstico laboratorial".

"O indivíduo positivo, que apresenta situação clínica estável, encontra-se a ser acompanhado pela Delegação de Saúde Concelhia, estando em curso os procedimentos definidos para caso confirmado e de vigilância de contactos próximos", refere o comunicado.

Os restantes oito passageiros foram testados à chegada à ilha Terceira, tendo produzido, para além do resultado positivo, sete resultados negativos, sendo que os nove passageiros do voo estão em isolamento.

A Autoridade de Saúde Regional refere que foram realizadas 362 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região, nas últimas 24 horas.

Neste momento, totalizam 147 o total de casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

No domingo, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, valorizou o "momento feliz" que os Açores viviam no combate à pandemia de covid-19, não apresentando casos ativos.

"Pude acompanhar o percurso dos açorianos. Até este momento, que é um momento feliz para todos, por não haver nenhum caso ativo, uma situação muito rara na Europa e no mundo", destacou o chefe de Estado, que visitou o concelho do Nordeste, na ilha de São Miguel.

Portugal contabiliza pelo menos 1.497 mortos associados à covid-19 em 35.600 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 411 mil mortos e infetou mais de 7,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência AFP.

Mais Notícias