Chuva, gelo e geada. O que esperar no fim de semana

A chuva vai continuar a cair durante o fim de semana e início da semana, prevendo-se ainda vento forte e descida da temperatura no sábado. Haverá ainda gelo ou geada a dificultar a circulação nas estradas em algumas regiões. Já foram registadas 60 ocorrências de norte a sul do país.

O tempo neste fim de semana, e início da próxima, vai convidar a ficar em casa. A chuva e as temperaturas baixas vão manter-se. Espera-se mesmo queda de neve nas zonas Centro e Norte e aguaceiros em todo o país, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com a especialista do IPMA Maria João Frada, em declarações à agência Lusa, o instituto emitiu aviso amarelo para quase todos os distritos do continente por causa da chuva e do vento forte com rajadas que podem chegar aos 110 quilómetros por hora nas terras altas.

"Para hoje [sexta-feira] e para os próximos dias vamos ter a continuação da passagem de ondulações frontais em que vamos ter alternância do regime de chuva contínua e regime de aguaceiros. Durante a noite de hoje tivemos precipitação persistente, em especial no norte e centro, e estendeu-se ao sotavento algarvio", disse a meteorologista.

"Para amanhã [sábado] está prevista descida da temperatura de 2 a 5 graus. Vamos ter um ar polar associado a um pós-frontal. Estão previstos aguaceiros, em especial nas regiões do norte e centro, que poderão ser de neve acima dos 1.300/1.500 metros", disse.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para toda a costa portuguesa por causa da previsão de agitação marítima forte com ondas de 4 a 5 metros.

No domingo, segundo Maria João Frada, as temperaturas vão estar mais amenas, devendo as máximas variar entre os 14 e os 18/19 graus, sendo inferiores na região da Serra da Estrela.

"No domingo e segunda-feira volta uma nova ondulação frontal com ar mais quente e voltam a subir as temperaturas", indicou. Segundo a meteorologista, a tendência para a próxima semana é de continuação da chuva.

O IPMA alerta ainda para a possibilidade de formação de gelo e geada em locais do nordeste transmontano e Beira Alta, o que implica atenção redobrada a todos os que circulem nas estradas daquelas regiões durante este fim de semana.

Porto muito afetado

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recebeu entre as 00:00 e as 8:30 desta sexta-feira 65 ocorrências de norte a sul do país devido à chuva forte, sendo o distrito do Porto o mais afetado.

"Tivemos um total de 65 ocorrências nos 18 distritos de Portugal continental. O Porto foi o mais afetado com 11 ocorrências, seguido de Coimbra com nove e Leiria com oito", disse à agência Lusa o major Manuel Cordeiro, da ANEPC).

Segundo o major Manuel Cordeiro, das ocorrências registadas, 35 são quedas de árvores e 10 quedas de estruturas (andaimes e placards).

Foram também registadas algumas ocorrências relacionadas com pequenas inundações.

Nas operações estiveram envolvidos 226 operacionais, com o apoio de 85 veículos.

"O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu aviso amarelo para quase todo o país por causa da chuva, mas está preocupado com Lisboa. Há a possibilidade de até às 10:00 podermos ter precipitação de 10 a 20 milímetros numa hora", disse.

O IPMA prevê para hoje no continente períodos de chuva persistente e por vezes forte e acompanhada de ventos que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG