Semanologia

SA de Sociedade Adormecida - a letargia é um estado de sobrevivência. O dicionário Houaiss define-a como "estado de profunda e prolongada inconsciência, semelhante ao sono profundo, do qual a pessoa pode ser despertada, mas ao qual retorna logo a seguir." Sobrevive-se letárgico, mas não é vida. Por sua vez, a hibernação, numa das suas definições, é "estado de torpor, de adormecimento; inação; modorra". Respira-se, hibernado, mas com pouco oxigénio. Servem estes dois conceitos para definir Sociedade Adormecida, no meu dicionário pessoal: "aquela que, letargicamente, entra em hibernação". Em tantos aspetos da existência, somos assim. Deixamo-nos ir. Não importa. Ou importa, mas não há coragem para agir. Ou age-se, e o gesto não tem eco, pois em torno poucos estão acordados. Repare-se que acordar é estar de acordo. O acordo implica vigília, entendimento e ação, quando acordar significa mudar, melhorar. Portugal acorda estar adormecido. O estado letárgico é o que mais convém a uma sociedade que renuncia ao debate crítico. Por exemplo, na semana passada, referi na minha coluna, que, em 2022, a percentagem da proposta de Orçamento de Estado da Cultura é menor que a de 2015, último Orçamento do Governo Passos Coelho. É notícia. Enviei uma nota à Lusa a dizê-lo. A diversos outros meios. No seu sono profundo, acordado, ninguém reagiu. Hiberna-se.

C de Clareza - ser claro é um exercício difícil em política. Nem sempre a clareza é conveniente. Por vezes, por razões de Estado. Exemplo: não convinha ser claro sobre a ida e a data da ida do Primeiro-Ministro à Ucrânia. Razões de segurança e de diplomacia exigem-no. Outras vezes, não se clarifica para ocultar eventuais erros, omissões, ações. Como na situação do acolhimento de ucranianos em Setúbal. Finalmente, pode não se usar a clareza para deixar opções em aberto. Luís Montenegro não foi claro sobre a possibilidade de aliança com o Chega em caso de chegada ao Poder. Jorge Moreira da Silva foi: com ele, não haverá alianças com o Chega. Há momentos, em que os valores devem colocar-se acima dos interesses. Mesmo que os custos pessoais e sociais sejam elevados. Ou, dito ao contrário, para que os valores pessoais e sociais sejam elevados. Num PSD letárgico e hibernado, acordar para os valores é essencial. Sem essa clareza, nenhuma Oposição consistente será possível. Nenhuma alternativa de governo confiável poderá ser apresentada.

S de Saara - nos últimos dias, poeiras do deserto cobriram a atmosfera. Areias vindas de África, desse deserto com dez mil anos, do tamanho da Europa. Antes, ali corriam os rios e cresciam as florestas. Razões alheias à vontade humana (alterações no eixo de rotação da Terra) mudaram o clima. Hoje, razões da responsabilidade humana mudam o clima. Os fenómenos de céus arenosos aumentam de frequência. O IPMA, a este propósito, diz que "As tempestades de areia e poeira resultam de intensos gradientes de pressão os quais, por sua vez, são responsáveis por vento forte; o vento forte, persistindo sobre extensas zonas áridas ou semiáridas e montanhosas, levanta para a atmosfera grandes quantidades de areia e poeira a partir de solos nus e secos, transportando-os a centenas a milhares de quilómetros de distância. Segundo a WMO, anualmente, cerca de 2.000 milhões de toneladas de poeira entram na atmosfera. Ainda e, de acordo com esta agência da UN, embora seja este um processo natural, ele poderá ser intensificado pela aridez dos solos resultante da má gestão da água e da terra." Má gestão da água e da terra. Coisa pouca. Vamos, vamos dormir, que se faz tarde. Que os céus cobertos de areia nos cubram os olhos. Que a cabeça coberta se enterre no deserto onde é clara a solidão e o sentido da ausência.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG