Load aspas aspas enter: os falhanços também fazem parte da história!

Conta-se que John F. Kennedy desmontou a palavra "crise" e constatou que na língua chinesa é composta por apenas dois ideogramas - um representa o perigo, o outro oportunidade. Kennedy pode não ter sido inteiramente correto na sua tradução ideográfica, mas o sentimento é esse mesmo: quando confrontados com uma crise, esta apresenta-se sempre em dois caminhos, ou seja, é uma escolha. E isto é particularmente verdade hoje.

Ao ler um dos relatórios da McKinsey, vê-se que o mundo pós-pandemia está por inventar. A percentagem de empresários que acreditam que as suas cadeias de negócio irão mudar (95%) ou que as necessidades dos seus clientes estão a mudar (85%) é avassaladora.

E esta ideia de inovação, esta necessidade intrínseca que todos nós temos para a criação transporta-me para as décadas de 1970 e 1980. É certo que podíamos falar de Jobs, Musk, Gates e outros. Mas hoje quero atirar-me de cabeça para o portfólio de Clive Sinclair.

O nome não engana, este senhor foi quem nos pôs em frente a um computador. E é nesta criação que Sinclair ganha toda a sua notoriedade, o ZX Spectrum, que nuns míseros 48k de memória ora se jogava ora se programava.

Mas não! Não foi só aí. No início da década de 1970 projetou uma série de calculadoras leves e suficientemente compactas de modo a caberem num bolso das calças. Anos mais tarde, ainda no domínio da tecnologia compacta e acessível a todos, criou um minitelevisor de bolso. Logo após a sua mais bem-sucedida criação, o ZX Spectrum, atirou-se para os carros elétricos. Sim, leram bem, e pasmem-se: estávamos apenas em 1985.

Sinclair tinha esta capacidade de olhar para o mundo e ver uma oportunidade. Ver num hipotético ponto de rutura uma escolha. As situações de crise foram antecipadas, foram pensadas e materializadas. Talvez antes do seu tempo, mas factualmente, hoje, vemos televisão a partir de aparelhos que cabem no bolso, temos calculadoras dentro das calças e os carros elétricos circulam nas cidades tal como os outros com os tradicionais motores de combustão.

O ZX Spectrum foi um marco! E é esta inovação que nos fica na memória. O que é uma injustiça, pois são os falhanços que escrevem a verdadeira história da inovação. São os momentos de crise que nos empurram para uma escolha, mas esses normalmente ficam escritos em letras pequeninas nos recortes cronológicos.

E a Sinclair bastava-lhe uma boa ideia para ficar na história, e ficou! Mas afinal... teve várias!

Designer e diretor do IADE - Faculdade de Design, Tecnologia e Comunicação da Universidade Europeia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG