Esta quinta-feira contra o Arsenal, oxalá o Benfica se recorde da sua velha alma europeia

Está tudo em aberto, disse Jorge Jesus, na eliminatória entre o Benfica e Arsenal, que se decide esta quinta-feira em Atenas.

Quando a carreira de uma equipa, a nível interno, não é boa, a europeia é normalmente melhor e vice-versa, o que me faz alinhar com o treinador dos 'encarnados' na esperança de o Benfica passar aos oitavos-de-final da Liga Europa.

Com um empate a uma bola no jogo da primeira 'mão' o clube da Luz terá de procurar o golo, pois se não marcar será, seguramente, eliminado. Face a este condicionalismo, não jogaria com três centrais, mas antes em 4-4-2, povoando mais o meio-campo e não a defesa.

Continuo a não perceber o sub-aproveitamento de Rafa, que não jogou de início em Roma, entrando só ao intervalo, o que tornou a equipa mais perigosa, nomeadamente num lance de sua lavra, que obrigou o guarda-redes arsenalista a grande defesa.

O Benfica até poderia estar em vantagem na eliminatória, não fora a circunstância de o golo inglês do empate em Roma ter sido obtido em offside. O avançado do Arsenal, que concretizou, estava nitidamente adiantado em relação à defesa do Benfica e o passe que recebeu foi para a frente e não para trás, o que o colocaria em jogo.

Esperemos que a arbitragem desta quinta-feira em Atenas seja mais isenta, até porque o árbitro turco do jogo da primeira 'mão' tem o nome associado a vários escândalos e fretes, não tendo sido, por isso, uma escolha feliz.

A eliminatória com o Arsenal parece-me ser decisiva para a continuidade de Jorge Jesus à frente da equipa do Benfica. Se esta ganhar, tal como há muitos anos no então Highbury Park do Arsenal por 3-1, após empate também a um golo em Lisboa, o que é bom presságio, o actual treinador dos 'encarnados' continuará na Luz, pois não faria sentido sair, após ter eliminado formação de grande nível, como o Arsenal. Aliás, um bom desempenho na Liga Europa, e a Taça de Portugal, a nível interno, são as únicas formas que o Benfica tem de salvar a época.

Oxalá se recorde, no jogo desta quinta-feira em Atenas, da sua velha alma europeia, do seu passado glorioso, e jogue, como outrora, à Benfica. Boa sorte!

Mais Notícias

Outras Notícias GMG