Vídeo de mulher grávida a ser arrastada por seguranças no Metro gera indignação

Uma mulher negra foi arrastada de uma carruagem em que circulava no Metro de Estocolmo para uma estação por não ter bilhete. O vídeo que mostra a violência suscitou reações nas redes sociais. O caso vai ser investigado pela polícia sueca

Um vídeo que mostra uma mulher negra grávida a ser agarrada de forma violenta no Metro de Estocolmo gerou reações inflamadas nas redes sociais na Suécia e já se tornou notícia em todo o mundo.

A mulher, ainda jovem, viajava no Metro da capital sueca com a filha, quando foi apanhada pelos fiscais sem bilhete. Os fiscais confrontaram-na com a situação, ela reagiu, o que desencadeou forte discussão entre ela e os seguranças. Ao ponto de os seguranças a terem feito sair da carruagem com a filha, arrastando-a com violência e atirando-a para um banco na estação de Hotorge.

A mulher teve que ser levada ao hospital para tratamento e o comportamento dos dois seguranças identificados no vídeo vai ser sujeito a investigação. A polícia confirmou que o incidente na estação de Metro de Hotorget será investigado como caso de de agressão. A filha da mulher ficou a chorar enquanto a mãe era arrastada para um banco na estação.

O vídeo foi amplamente partilhado nas redes sociais. "Violência contra suecos não brancos", escreveu uma bloguer popular na Suécia, Lovette Jallow, que afirmava não ser uma surpresa que os suecos de origem africana estivessem a ser "racialmente perfilados e maltratados". "Tudo o que posso esperar é que o bébé esteja bem", escreveu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG