Viagem de Magalhães está de regresso ao mar 500 anos depois

O "Pros", um veleiro com 21 metros e oito tripulantes a bordo, partiu este sábado de Sevilha, para regressar daqui a três anos e 22 dias. Vai cumprir a mesma rota da primeira viagem de circum-navegação, realizada por Magalhães

10 de agosto de 2019. Meio milénio depois, exatamente, o Pros, um veleiro de dois mastros e 21 metros de comprimento, zarpou de Sevilha, com destino a Cádis, a mesma primeira paragem que a frota de cinco navios comandada por Fernão de Magalhães fez na sua histórica viagem, há 500 anos. É só o início de uma grande viagem

Faltam muitas mais etapas, ainda. Com uma tripulação que no total ascende a 140 pessoas, que vão revezar-se em grupos de sete ou oito a bordo durante os próximos três anos e 22 dias, o Pros ainda tem de percorrer mais 44 mil milhas náuticas à volta do mundo. e regressar ao ponto de partida: Sevilha.

A viagem, que está integrada nas comemorações dos 500 anos da primeira viagem de circum-navegação e é organizada pela associação Amigos de los Grandes Navegantes e Exploradores Españoles (AGNYEE), que é também a proprietária do Pros, vai desenrolar-se por 21 etapas - as mesmas que fez a frota de Fernão de Magalhães - e terá igualmente um cunho científico.

Nos vários oceanos do globo, e em diferentes pontos, a tripulação vai recolher amostras de água que servirão depois para estudar a contaminação pelos microplásticos, pelos investigadores do Instituto Español de Oceanografia.

Foi em junho de 2017 que a viagem comemorativa começou a ser preparada, nos seus mais diversos detalhes. No ano passado, a AGNYEE lançou um anúncio pedindo voluntários para integrar a tripulação e acabou por selecionar 140, de todas as idades e profissões, que fizeram treinos para a travessia que está agora iniciar-se.

A viagem de circum-navegação que emula no século XXI a primeira de todas, cumprida no dealbar do século XVI, será idêntica na rota e nos locais de escala, mas será também muito diferente e, certamente, muito mais segura. Ao contrário dos navios de Magalhães, o Pros está equipado com todas as tecnologias modernas de navegação, incluindo computadores e softwares de navegação, radar, sonar, rádio e telecomunicações.

Também os mantimentos de hoje são muito diferentes - mais fáceis de armazenar e afeitos ao paladar moderno. Enquanto os 239 tripulantes das naus espanholas comandadas pelo navegador português viveram à base de sardinhas salgadas, biscoitos secos e leite, que era fornecido por sete vacas que também seguiram viagem, a tripulação do Pros terá mais variedade à escolha, incluindo arroz e massas, almôndegas de lata, enchidos e fruta, sem esquecer a água e outras bebidas igualmente importantes, como vinho e cerveja - 120 garrafas do primeiro, e 260 da segunda, segundo o El País.

Outra grande diferença é a própria composição da tripulação. Desta vez haverá a bordo engenheiros, carpinteiros e informáticos, bombeiros, militares e muitos outros de profissões e perfis diversos, dos quais 20% são mulheres, algo que há 500 anos era impossível. O mais jovem de todos é, justamente, uma rapariga de 18 ano. O mais velho, um homem de 70 anos.

Mais Notícias