Um dos responsáveis pela campanha de Trump vai declarar-se culpado de conspiração

Antigo subdiretor deverá colaborar com as autoridades no que toca à investigação de uma possível ingerência russa nas eleições

Rick Gates, que foi um dos mais altos responsáveis pela campanha presidencial de Donald Trump, deverá declarar-se culpado, esta sexta-feira, de conspirar contra os EUA e mentir a investigadores, de acordo com documentos do tribunal, diz a Reuters. A situação deverá um sinal de que Gates irá colaborar com a investigação do procurador especial Robert Mueller ao papel da Rússia nas últimas eleições norte-americanas.

O antigo subdiretor da campanha de Trump é acusado de fraude bancária e conspiração que teve como objetivo a lavagem de dinheiro. Será ouvido ainda hoje.

Ao declarar-se culpado, Gates vai aumentar a pressão em Paul Manafort, que foi o principal responsável, em 2016, pela campanha de Donald Trump durante cinco meses, para que este aceite também um acordo.

A cooperação de Gates e Manafort irá providenciar a Muller, potencialmente, bastante informação.

No entanto, nenhuma das acusações feitas aos dois, até à data, faz referência a um possível conluio ou ingerência russa nas eleições.

Os procuradores alegam que Manafort, com a ajuda de Rick Gates, lavou cerca de 30 milhões de dólares e enganou bancos para que lhe emprestassem dinheiro. Os dois terão usado fundos de contas secretas offshore para levar uma vida de luxo.

A Casa Branca afirmou esta sexta-feira que as acusações a Rick Gates e Paul Manafort nada têm a ver com Donald Trump, e que "não existe qualquer prova de conluio ou de atos ilícitos".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG