Último balanço dos sismos na Indonésia aponta para pelo menos 555 mortos

Há cerca de 390 mil pessoas distribuídas pelos abrigos temporários e perto de 1 500 feridos

Os terramotos que assolaram a ilha indonésia de Lombok nas últimas semanas causaram pelo menos 555 mortos e cerca de 1.500 feridos, de acordo com o último balanço divulgado hoje pelas autoridades daquele país.

Esta ilha turística perto de Bali, no sul da Indonésia, foi atingida por dois fortes terramotos a 29 de julho e a 05 de agosto, seguidos por réplicas, e de um novo sismo de magnitude 6,9 a 19 de agosto.

Um total de 555 pessoas morreram, a maioria no norte de Lombok, informou a Agência Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia. Outros morreram na ilha vizinha de Sumbawa.

As áreas turísticas estão localizadas principalmente no oeste e sul de Lombok.

Dezenas de milhares de casas, mesquitas e outros edifícios foram danificados ou destruídos.

Cerca de 390 mil pessoas encontram-se em abrigos temporários, segundo a agência.

Organizações humanitárias envolvidas em operações de socorro relataram falta de alimentos e água potável para fornecer aos deslocados.

O custo da reconstrução deverá ultrapassar os 400 milhões de euros, segundo as autoridades.

A Indonésia está localizada no Anel de Fogo do Pacífico, uma área de alta atividade sísmica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG