UE. Alemanha convoca reunião de crise para esta segunda-feira

Presidente do Conselho Europeu esteve reunido de urgência com representantes dos 27, para coordenar medidas relacionadas com a nova variante do vírus identificada no Reino Unido. Alemanha convocou reunião de crise da UE para segunda-feira de manhã

A presidência alemã da União Europeia convocou para esta segunda-feira um encontro com especialistas, ao abrigo do Mecanismo Europeu Integrado de Reação à Crise, que funciona como um "botão de alarme", que é acionado em situação excecionais para coordenação, entre os 27, de medidas que vão desde a partilha de informações até à tomada de decisões extraordinárias em casos de crise.

A informação foi avançada pelo porta-voz da presidência alemã da UE, Sebastian Fischer, que numa publicação na sua conta oficial da rede social Twitter indicou que a Alemanha "convidou os Estados-membros para uma reunião urgente do Mecanismo Integrado da UE de Resposta Política a Situações de Crise para amanhã [segunda-feira]" de manhã. A reunião tem início às 11.00 horas portuguesas.

Segundo Sebastian Fischer, na ordem do dia da reunião desta segunda-feira está a "coordenação das respostas da UE à recém identificada variante da covid-19 no Reino Unido".

A reunião de segunda-feira segue-se a uma primeira reunião de urgência mantida na tarde de domingo, e convocada pelo presidente do Conselho Europeu, na qual estiveram em discussão a possibilidade de "suspensão das ligações aéreas, e a introdução de testes serológicos" para os viajantes oriundos do Reino Unido, apurou o DN.

A reunião foi convocada com o objetivo de "partilhar informação as medidas que os Estados-Membros pretendem adotar nas próximas horas", depois da descoberta da nova variante mais contagiosa do coronavírus, pelas autoridades britânicas.

Nesta altura, vários países da União Europeia cortaram as ligações aéreas e ferroviárias com o outro lado do Canal da Mancha. Numa primeira fase, os Países Baixos e a Bélgica anunciaram o encerramento das ligações com o Reino Unido. Mais tarde, Itália seguiu pela mesma via e também encerrou as ligações com o território britânico. Alemanha, Áustria e França anunciaram já esta noite que também adotavam a mesma medida de precaução. A Irlanda também vai impor restrições aos ferry-boats oriundos do Reino Unido.

Na tarde de domingo, antes da presidência do Conselho Europeu avançar para a convocatória de uma videoconferência com as autoridades dos 27 Estados-Membros da União Europeia, o presidente francês, Emmanuel Macron e a chanceler alemã, Angela Merkel participaram numa chamada telefónica com a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel para uma discussão sobre o assunto.

Depois destas chamada telefónica, o gabinete do presidente do Conselho Europeu convocou a videoconferência em que participaram representantes nacionais, mas "não ao nível dos líderes". Ou seja, Portugal não foi representado pelo primeiro-ministro.

Neste fim-de-semana, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson anunciou novas restrições no Reino Unido depois da descoberta de uma nova variante do vírus que os peritos consideram 70% mais contagiosa, com capacidade para elevar o índice de medição de contágios R0, em 0,4.

Várias zonas do Reino Unido, como Londres estão em confinamento de nível 4. Em Portugal, o Instituto de Saúde Ricardo Jorge ainda não identificou, até ao momento, a nova estirpe do coronavírus.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG