UE poderá precisar de "estender o período de transição" do Brexit

Ursula von der Leyen revelou em entrevista ao jornal francês Les Echos que poderá ser necessário prolongar o prazo para negociar um novo acordo comercial com a Grã-Bretanha

A União Europeia (UE) poderá precisar de prolongar o prazo para as negociações sobre uma nova relação com a Grã-Bretanha, afirmou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em entrevista publicada esta sexta-feira no diário francês Les Echos.

Von der Leyen disse que as duas partes necessitam de pensar seriamente se há tempo suficiente para negociar um novo acordo comercial e elaborar acordos sobre uma série de outras questões. "Seria razoável avaliar a situação a meio do ano e, se necessário, concordar em estender o período de transição", frisou, citada pela Reuters.

A Grã-Bretanha, refira-se, estabeleceu um prazo rígido para dezembro de 2020 para chegar a um novo acordo comercial com a UE. Porém, Von der Leyen já avisou no início deste mês que esse prazo é "extremamente curto" para discutir não apenas questões comerciais, mas também educação, transportes, pescas e outras questões.

Mais Notícias