Turquia emitiu mandados de prisão para 47 ex-funcionários do jornal Zaman

Executivos, funcionários, entre os quais colunistas, são suspeitos de serem seguidores de Fethullah Gülen, acusado por Ancara de ter patrocinado golpe de Estado

A Turquia emitiu hoje mandados de prisão para 47 ex-funcionários do jornal Zaman, na sequência da tentativa de golpe de Estado de dia 15 de julho, adiantou um funcionário, que não quis ser identificado.

O homem disse que os mandados eram para "executivos e alguns funcionários, incluindo colunistas" do jornal, alegadamente seguidores de Fethullah Gülen.

Na sequência do golpe, o executivo turco declarou o estado de emergência e desencadeou uma purga em diversos organismos estatais para localizar os alegados seguidores de Fethullah Gülen, o clérigo islamita exilado nos Estados Unidos e que Ancara acusa de ter patrocinado o golpe.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado a 15 de julho, mas o Presidente, Recep Erdogan, e Governo recuperaram o controlo do país.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG