Trump e os EUA? PM do Canadá ficou sem palavras durante 21 segundos

Primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, foi questionado sobre os protestos nos EUA e a atuação das autoridades norte-americanas, e respondeu com um longo silêncio.

São 21 longos segundos de silêncio, aparentemente à procura das palavras certas para responder a uma pergunta sobre a situação nos EUA, que nos últimos dias têm vivido um crescendo de manifestações e violência contra a morte, às mãos da polícia, do afro-americano George Floyd. A reação do primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau - uma "pausa épica", como a qualifica a BBC - ficou registada em vídeo:

Trudeau é questionado por um jornalista sobre os protestos nos Estados Unidos e a resposta dada pelas autoridades, e é também perguntado sobre o silêncio que tem mantido sobre o assunto e como é que pode ser entendido.

Seguem-se 21 segundos em que o primeiro-ministro canadiano parece procurar as palavras para responder, antes de dizer: "Todos vemos com horror e consternação o que se está a passar nos Estados Unidos". Sem responder à questão sobre a reação das autoridades aos protestos, Trudeau faz um apelo à união e, reportando-se ao Canadá, pede que os cidadãos se unam "na luta contra a discriminação".

George Floyd, um afro-americano de 46 anos, morreu a 25 de maio, em Minneapolis, no estado do Minnesota, depois de um polícia lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos durante uma operação de detenção, apesar dos apelos de Floyd a dizer que não conseguia respirar. Floyd era suspeito de ter usado uma nota falsa de 20 dólares (18 euros) numa loja.

Desde a divulgação das imagens nas redes sociais, têm-se sucedido os protestos contra a violência policial e o racismo em mais de uma centena de cidades norte-americanas, algumas das quais foram também palco de atos de pilhagem.

Mais Notícias