Trump ataca Meghan Markle e deseja "boa sorte" ao príncipe Harry

As afirmações de Donald Trump surgem após os duques de Sussex incentivarem os norte-americanos a votar na eleição "mais importante" das suas vidas.

Os recentes comentários de Meghan Markle sobre as eleições presidenciais de novembro nos Estados Unidos, levaram o presidente Donald Trump a atacar a atriz na quarta-feira (23), ao desejar, de forma irónica, "boa sorte" ao marido, o príncipe Harry.

A atriz norte-americana e duquesa de Sussex, de 39 anos, incentivou os compatriotas a votarem durante um programa especial da estação de televisão ABC. 'Todos os anos dizem-nos: esta é a eleição mais importante da nossa vida'. Mas esta é", afirmou Meghan Markle.

Questionado sobre os comentários da atriz, Trump disse aos jornalistas que não gostava da atriz que fez parte do elenco da série "Suits". "Não sou fã dela", começou por dizer. "Desejo boa sorte a Harry, porque ele vai precisar", completou.

Harry, de 36 anos, filho mais novo do príncipe Carlos que é o herdeiro do trono britânico, surgiu ao lado de Meghan no programa de televisão e também falou nas eleições norte-americanas. "À medida que nos aproximamos de novembro, é vital que rejeitemos o discurso de ódio, a desinformação e os ataques na Internet", afirmou Harry. Durante estas declarações, os duques de Sussex nunca mencionaram diretamente o nome de Donald Trump.

"Quando votamos, as nossas vozes são ouvidas", disse Markle no programa, que apresentou as 100 pessoas mais influentes de 2020, de acordo com a revista Time.

Em agosto, a atriz norte-americana pediu uma "mudança" por ocasião das eleições presidenciais a 3 de novembro, nas quais Trump pretende a reeleição. "Acho que, se participam neste evento connosco, é porque estão mobilizados e motivados para ver a mudança que todos nós precisamos e merecemos", disse Markle, durante encontro organizado pela ONG When We All Vote, cofundada pela ex-primeira-dama Michelle Obama, que tenta incentivar os norte-americanos a votarem.

De referir que o casal renunciou aos deveres da família real britânica no início deste ano e, recentemente, mudou-se para a Califórnia com seu filho Archie, de um ano.

Mais Notícias