Trump assina financiamento para melhoria de instalações de receção de imigrantes

A legislação surge em resposta à sobrepopulação e falta de condições nas instalações de acolhimento aos imigrantes nos EUA.

O Presidente norte-americano assinou na segunda-feira um acordo de financiamento de 4,5 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros) para o governo federal responder ao aumento do número de migrantes provenientes da América Central.

Muitos congressistas democratas esperavam mais, para poderem fornecer proteções maiores aos migrantes, na forma como são tratados nas instalações em que estão concentrados e para facilitar as visitas da parte dos eleitos.

Donald Trump assinou a lei na Sala Oval, ladeado pelo vice-presidente, Mike Pence, e pelo secretário para os Serviços de Saúde e Humanitários, Alex Azar.

Esta legislação de emergência era necessária para responder à sobrepopulação e condições desumanas nas instalações norte-americanas que acolhem os migrantes candidatos a asilo, na sua maioria provenientes de Estados centro-americanos, como as Honduras ou o El Salvador.

A Casa Branca tinha ameaçado vetar uma proposta de lei aprovada na Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, o que obrigou a líder destes, Nancy Pelosi, a aceitar o texto aprovado pelo Senado controlado pelos republicanos.

Trump expressou satisfação com a proposta, mas tornou claro que está insatisfeito com a imigração indocumentada nos EUA. Prometeu que iria continuar com os planos para um esforço, à escala nacional, para deportar as pessoas que vivem nos EUA sem documentos, incluindo famílias.

Mais Notícias