Todos têm de passar por um túnel de desinfeção para chegar a Putin

Antes de estar na presença do presidente russo, qualquer pessoa tem de passar por um túnel de desinfeção que foi instalado na residência oficial de Vladimir Putin, nos arredores de Moscovo.

Qualquer pessoa que queira visitar o presidente da Rússia tem de passar obrigatoriamente por um túnel especial de desinfeção, que está instalado na sua residência oficial, em Novo-Ogaryovo, nos arredores de Moscovo, informa a agência estatal russa RIA.

Quem atravessa o túnel que serve para proteger Vladimir Putin de uma possível infeção pelo novo coronavírus é pulverizado por uma fina nuvem de liquido desinfetante, que cobre a roupa das pessoas e a parte superior do corpo que está exposta, explica a agência estatal, que partilhou um vídeo sobre este túnel criado para o presidente russo.

O aparelho que foi instalado na casa de Putin mede também a temperatura dos visitantes e está equipado com tecnologia de reconhecimento facial, de acordo com o fabricante. O Kremlin já informou anteriormente que o presidente russo é submetido a testes médicos com regularidade.

Antes de se saber deste túnel, construído por uma empresa russa, Dmistry Peskov, porta-voz de Putin, disse, no início de abril, que qualquer pessoa que quisesse visitar o presidente era testada à covid-19. Aliás, Peskov, citado pela Reuters, revelou um mês depois que tinha sido infetado com o novo vírus.

A Rússia é o terceiro país, depois do Brasil e dos EUA, que regista mais casos. No total, desde o início da pandemia, mais de 500 mil pessoas foram infetadas. Até agora, registam-se mais de 7 mil mortes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 438 mil mortos e infetou mais de oito milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal contabiliza pelo menos 1.522 mortos associados à covid-19 em 37.336 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG